Programa de Eletrificação Rural: No Amazonas, mais de 135 mil residências foram beneficiadas com energia elétrica

Destaques

Assessoria de Imprensa

Dando continuidade as obras e avanços no setor elétrico no Amazonas, o Programa de Eletrificação Rural (antigo Luz para Todos), no ano de 2020, mesmo com a pandemia do coronavírus, o programa realizou a ligação de mais de 6.000 domicílios em todo o Estado.

A Amazonas Energia beneficiou 268 comunidades e ramais, em 35 municípios do Amazonas, entre eles estão: Alvarães, Anori, Apuí, Autazes, Barcelos, Barreirinha, Boa Vista do Ramos, Boca do Acre, Borba, Canutama, Careiro, Careiro da Várzea, Coari, Codajás, Guajará, Humaitá, Iranduba, Itacoatiara, Itapiranga, Jutaí, Lábrea, Manacapuru, Manaus, Manicoré, Maués, Nhamundá, Nova Olinda do Norte, Novo Airão, Parintins, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, São Paulo de Olivença, São Sebastião do Uatumã, Silves e Tabatinga. Nestas localidades, 209 residências são indígenas e 3 Escolas.

Em 2020 foram realizadas 17 travessias totalizando 26 km de cabo subaquático lançado para beneficiar os munícipios de Coari, Codajás, Itacoatiara, Manacapuru, Manicoré, Maués, Novo Aripuanã, Novo Airão, Parintins e Silves.

Para levar energia as famílias, foram necessários 26.726 postes, 3.602 transformadores o que representa 20 MVA instalados, 5.021 quilômetros de extensão de rede, com o investimento de mais R$ 88 milhões.

Em 2021 as obras para levar energia elétrica não param, e estão em andamento nas localidades de: Amaturá, Apuí, Autazes, Barreirinha, Benjamin Constant, Borba, Canutama, Careiro, Careiro Da Várzea, Eirunepé, Envira, Fonte Boa, Guajará, Humaitá, Ipixuna, Iranduba, Itacoatiara, Itapiranga, Juruá, Jutaí, Lábrea, Manacapuru, Manaquiri, Manaus, Manicoré, Maraã, Nhamundá, Nova Olinda Do Norte, Parintins, Presidente Figueiredo, Santo Antônio Do Içá, São Gabriel Da Cachoeira, São Paulo De Olivença, Tabatinga, Tefé, Tonantins, Uarini, Codajas, Iranduba, Nhamundá, Itacoatiara ,Apuí, Autazes, Itapiranga, Novo Airão, Canutama, Lábrea, Guajará, Jutaí e Nova Olinda Do Norte. Mais de 50 municípios do Estado estão sendo beneficiados, com investimento previsto para este ano, de cerca R$ 70 milhões.

No Amazonas o Programa já beneficiou mais de 135 mil domicílios, totalizando 302 mil postes, 65 mil transformadores, o que representa 355 MVA instalados, com a extensão de 30 mil Km de extensão de rede na Floresta Amazônica, e o investimento de R$ 1,18 Bilhões.

A aprovação de plano de universalização da Amazonas Energia, ocorrida no dia 15/06/2021, terá até 2022 para universalizar os munícipios inseridos no plano. Isso beneficiará mais de 11 mil famílias rurais, com extensão de 4 mil km rede prevista em todo estado do Amazonas com expectativa de investimento na ordem de R$ 290 milhões.

A universalização do serviço de energia elétrica está fundamentada na Constituição Federal, art. 23, inciso X, a qual trata do dever da União para combater as causas da pobreza e da marginalização social. Considerando a prorrogação do Programa Eletrificação Rural para 2022 conforme o Decreto nº 9.357/2018. O Programa de Eletrificação Rural tem o objetivo de propiciar o atendimento em energia elétrica à parcela da população do meio rural que ainda não possui acesso a esse serviço público, universalizando o estado do Amazonas com o serviço de eletrificação rural, atingindo as metas de atendimento estabelecidas pelo Ministério de Minas e Energia (MME), além de garantir o acesso ao serviço público de energia elétrica aos domicílios e estabelecimentos do meio rural e melhorar a prestação de serviços à população beneficiada.